Como alavancar capital de giro com consórcio e multiplicar seu patrimônio em 2024

Por Paulo Amaro Da S. M. Santos03/04/2024 às 17:44
Atualizado em 08/04/2024 às 17:41
capital de giro com consórcio

Embora o consórcio seja utilizado para a compra de bens e serviços, existe uma maneira de usar esse sistema para levantar o capital de giro que você precisa. É uma solução bastante inteligente para qualquer um que não quer sofrer com juros e que quer mais prazo para pagamento.

O consórcio pode ser uma ótima opção para obter capital de giro, investir no seu negócio ou multiplicar seu patrimônio de forma exponencial. Funciona como uma economia colaborativa, onde os próprios participantes se auto financiam, tornando-o uma das linhas de crédito mais baratas do Brasil.

Se você é um empreendedor ou alguém interessado em alavancar seu patrimônio pessoal, o consórcio pode ser uma excelente alternativa para alcançar seus objetivos financeiros. E é sobre essa oportunidade única que vamos detalhar para você.

E já vamos direto ao ponto passo a passo. Para obter capital de giro pelo consórcio, você em primeiro lugar vai precisar ter um bem para alienar. Seja imóvel ou até mesmo um veículo que esteja no seu nome, da sua empresa ou de algum parente.

Nós já falamos sobre esse assunto aqui no blog, mas algumas mudanças ocorreram nessa operação, por isso queremos atualizar vocês que nos acompanham.

Sim, é possível alavancar seu negócio com o consórcio, obtendo dinheiro a taxas muito mais vantajosas do que as oferecidas pelo mercado, para investir em seu negócio já bem-sucedido e aumentar ainda mais seus lucros.

Você pode estar se perguntando como isso é possível. Vou explicar como essa operação funciona. Está preparado? Vamos lá!

Como funciona para fazer capital de giro com consórcio?

No consórcio imobiliário, é necessário oferecer uma garantia imobiliária para obter recursos. Suponha que você já possua um imóvel próprio. Isso pode fazer você hesitar em investir em consórcio, afinal, você já tem sua casa e deseja direcionar seus investimentos para seu negócio.

Aqui está o ponto: com seu imóvel como garantia, o consórcio pode liberar recursos diretamente para você, desde que você aliene esse imóvel. Como fazemos isso?

Primeiro, você pode adquirir o consórcio, contemplar ele e alienar seu imóvel através de um sistema de compra e venda. Mas como isso funciona?

Detalhes da capitalização com consórcio

Você precisa de fato de um assessor qualificado, alguém que se preocupe em ajudar você. E por que eu te falo isso? Porque são muitas regras no consórcio e elas mudam de um banco para outro.

Vou te dar exemplos. Os bancos, no geral, não permitem que você faça essa compra e venda do bem entre você e seu CNPJ. Uma administradora que permitia, era a Porto Seguro, por exemplo, que  era especialista nesse tipo de operação, mas mudou recentemente sua política.

Vamos lá. Na verdade, o que está pegando é o seguinte: A Porto não está mais permitindo o sócio da empresa passar um imóvel dele para a própria empresa ou vice-versa. Tá, agora, Por exemplo, ainda é possível realizar essa operação entre cônjuges, desde que seja casado, com separação de bens, né? porque, se não for, não pode. Outra possibilidade é realizar essa operação entre pai e filho, mãe e filho, irmãos, e por ai vai.

Pegar carta de crédito em dinheiro

Ser contemplado em um consórcio, seja por sorteio ou por lance, significa que você terá uma oportunidade de obter uma grande alavancagem financeira. Isso acontece porque, ao ser contemplado, você poderá utilizar os recursos dos outros participantes para adquirir o seu bem desejado. Por exemplo, se você fez uma carta de crédito de R$ 100.000 e investiu o equivalente a R$ 10.000 em parcelas, ao ser contemplado, você terá se alavancado financeiramente em 10 vezes.

Mas, ao ser contemplado, você não receberá o valor da carta de crédito na sua conta bancária, mas sim a carta de crédito contemplada, que equivale ao pagamento à vista. Você precisará usar esse valor para adquirir o bem da categoria do seu consórcio.

Para facilitar a compreensão, vamos simplificar: em um consórcio de imóvel, não é possível usar a cota para comprar um carro, e vice-versa.

O principal método para ter acesso ao dinheiro da carta, é quitar todo o consórcio primeiro. No entanto, existem estratégias, como oferecer outra garantia à administradora, como um segundo imóvel, para conseguir utilizar o crédito. Essa é uma maneira simples de investir e aproveitar o consórcio.

Estratégias disponíveis para se capitalizar com consórcio

Essa é uma estratégia simples que permite fazer um investimento aproveitando o crédito barato do consórcio. Você pode aplicar a mesma ideia em consórcios de automóveis, o que funciona bem para empresários com frotas de veículos, principalmente caminhões. Por exemplo, você pode usar uma carta de crédito para comprar um veículo mais antigo que não está dentro das políticas da administradora, deixando outro caminhão da frota como garantia. Se precisar do dinheiro em espécie, pode usar o consórcio contemplado para comprar um bem e sacar o dinheiro da carta de crédito.

Vamos lá, vou te explicar de forma mais simples. Se você precisa de meio milhão para investir em um empreendimento, mas não tem crédito aprovado no banco e não quer pagar altos juros, uma opção é entrar em um consórcio. Se você tiver um imóvel avaliado nesse valor, pode usar esse imóvel como garantia para entrar no consórcio.

Quer receber mais informações sobre Consórcios

Deixe seus dados e te enviamos!

Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM

No entanto, o imóvel precisa estar no nome de outra pessoa, como seu filho, esposa, pai, mãe, antes, podia até mesmo em nome da sua empresa, mas agora nas administradoras grandes e que trabalhamos, como a Porto Seguro, não pode mais.

Bom, Assim, você pode usar o crédito do consórcio para comprar o seu próprio bem. O mesmo vale para consórcio de veículos, onde você pode transferir o carro para o nome de outra pessoa e usar o crédito do consórcio para recomprá-lo. Dessa forma, você pode usar o valor do bem para investir, trabalhar ou até mesmo entrar em outro consórcio para criar patrimônio.

Uma estratégia interessante para quem está começando do zero é entrar em um grupo de consórcio imobiliário. Ao ser contemplado, você pode comprar um imóvel e alugá-lo para pagar o consórcio. Assim, você pode usar o valor do aluguel para quitar o consórcio e ficar livre deste compromisso financeiro. Depois, é possível fazer novas cotas e repetir o processo para adquirir mais imóveis e alugá-los, aumentando seus investimentos.

Por isso é importante buscar uma empresa que dê assessoria completa da operação, ou seja, ajude na busca da administradora e do grupo ideal para atender a sua necessidade, ajude nos cálculos de lance, mostre os resultados, auxilie na organização da documentação após a contemplação e muito mais coisas que envolvem esse tipo de negócio.

Quais os cuidados necessários?

É importante estar ciente de que muitas pessoas podem ser enganadas ao buscar capital de giro por meio de consórcios. O capital de giro desempenha um papel crucial para as empresas, permitindo que elas mantenham fundos disponíveis para pagar fornecedores e fazer investimentos. No entanto, quando se trata de obter capital de giro por meio de consórcios, pode haver confusão e preocupações sobre a legalidade.

Em um consórcio contemplado, geralmente não é possível sacar o valor da carta de crédito em dinheiro imediatamente, a menos que tenha passado um período significativo de tempo da contemplação e o consórcio esteja totalmente pago.

Isso levanta dúvidas sobre a viabilidade de usar um consórcio contemplado como capital de giro. No entanto, é importante entender que o capital de giro é simplesmente dinheiro disponível para uso, mesmo que seja direcionado para uma finalidade específica.

Portanto, o próprio consórcio pode atender às necessidades de capital de giro de uma empresa, caso a necessidade do capital seja realizar uma operação de compra e venda de um imóvel ou automóvel, por exemplo.

Mas, se a necessidade for transformar um consórcio em dinheiro, isso requer a disponibilidade de garantias, sendo a garantia mais comum um imóvel, devido ao seu valor agregado. Isso não significa que seja ilegal, mas sim que existem regras a serem seguidas.

A maioria das administradoras de consórcios nao permite que empresas usem um imóvel em nome dos proprietários como garantia, mas existem casos em que parentes de primeiro grau, como pais comprando dos filhos, são permitidos.

Além da questão legal, outros fatores como tempo de contemplação, disponibilidade de garantias, condições de reembolso e taxas são cruciais ao considerar um consórcio como fonte de capital de giro. No entanto, é fundamental estar atento a golpes, pois algumas empresas prometem capital de giro por meio de consórcios, mas acabam enganando as pessoas. É essencial ser cauteloso com promessas irreais e buscar orientação de profissionais confiáveis.

Quem e como recebe o dinheiro da carta?

Quando o consórcio paga o vendedor do imóvel, o dinheiro é depositado na conta de quem? Na conta do dono do imóvel, que será, no caso, o familiar no qual você pediu para te ajudar nessa operação. Nesse processo, você pagará apenas a taxa de administração e a taxa de transferencia de titularidade do bem.

Isso significa que você terá acesso a um capital de giro muito mais barato do que conseguiria em um banco, por exemplo. Os bancos geralmente oferecem empréstimos para capital de giro com prazos pequenos. No entanto, com o consórcio, você pode obter uma carta de crédito que permite pagar seu capital de giro em até 20 anos.

Em outras palavras, você vai usar a carta de crédito que acabou de ser contemplada para comprar algo que já é seu ou de um parente que aceite fazer essa operação, conseguindo assim o valor da carta de crédito em dinheiro para colocar no caixa da sua empresa e investir como quiser.

Ou seja, você vai realizar a transação como um bem que já é seu, que já faz parte do seu núcleo patrimonial, transformando assim a carta de crédito em dinheiro líquido para investir na sua empresa. Essa aqui é uma forma programada de investir.

Como podemos te ajudar?

Se você estiver interessado em explorar essa opção ou precisa de esclarecimentos adicionais, não hesite em entrar em contato conosco. Estamos à disposição para ajudar a encontrar a melhor solução para suas necessidades de capital de giro. Lembre-se de que o consórcio pode ser uma ferramenta valiosa quando usado adequadamente, desde que haja transparência e conhecimento.

Com anos de experiência no setor de consórcios, a ConsorcioCred construiu uma sólida reputação como uma das principais empresas do setor. Inúmeros clientes satisfeitos ao longo dos anos testemunham a qualidade dos serviços prestados pela ConsorcioCred.

Nos orgulhamos de nossa abordagem transparente e ética, onde em mais de 20 anos de CNPJ, nunca tivemos nenhuma reclamação no Reclame Aqui, assegurando que os clientes entendem completamente os termos e benefícios de nossos serviços.

A equipe de atendimento ao cliente da ConsorcioCred é altamente treinada e dedicada a ajudar os clientes em todas as etapas do processo de compra e venda de consórcios contemplados e não contemplados.

Caso queria adquirir uma cota já contemplada, basta entrar aqui. Se a sua necessidade for um consórcio novo, basta clicar aqui.

Postagens relacionadas

Fundo branco escrito: Dei lance, mas não fui contemplado, e agora?
15 May 24
E se eu der lance no consórcio e não for contemplado?

Um consórcio é uma modalidade de autofinanciamento coletivo que permite a um grupo de pessoas ou empresas juntar recursos para a aquisição de bens ou serviços, como imóveis, veículos, ou até mesmo serviços específicos. Funciona como uma espécie de poupança coletiva, onde os participantes contribuem com parcelas mensais para formar um fundo comum. Este fundo é utilizado para contemplar os membros do grupo com a carta de crédito para a compra do bem desejado, dentro de um prazo determinado. Com

04 Apr 24
Como declarar o consórcio no imposto de renda em 2024?

Se você tem um consórcio, é preciso declarar ele no imposto de renda? Sim, mas muitas pessoas não sabem disso. Por isso, neste texto nós vamos te mostrar o passo a passo de como declarar o seu consórcio, então é extremamente necessário que você acompanhe esse conteúdo até o final, pois existem diversas formar de declarar o seu consórcio no seu imposto de renda. Primeiro de tudo você precisa ter as informações básicas do seu consórcio, será preciso do extrato da sua cota de consórcio, ou de repe

capital de giro com consórcio
03 Apr 24
Como alavancar capital de giro com consórcio e multiplicar seu patrimônio em 2024

Embora o consórcio seja utilizado para a compra de bens e serviços, existe uma maneira de usar esse sistema para levantar o capital de giro que você precisa. É uma solução bastante inteligente para qualquer um que não quer sofrer com juros e que quer mais prazo para pagamento. O consórcio pode ser uma ótima opção para obter capital de giro, investir no seu negócio ou multiplicar seu patrimônio de forma exponencial. Funciona como uma economia colaborativa, onde os próprios participantes se auto