Qual a melhor opção para adquirir um imóvel e começar a formar um bom patrimônio?

Como decidir qual a melhor opção para adquirir um imóvel e começar a formar um bom patrimônio? Compra à vista, financiamento ou consórcio?

Qual a melhor opção para adquirir um imóvel e começar a formar um bom patrimônio?

Primeiramente é preciso se informar sobre as possibilidades e vantagens de cada opção e então começar a se planejar. O primeiro passo e mais importante é a mudança de hábitos, começar a gastar menos do que se ganha e passar a consumir de maneira mais consciente. Para começar a construir um patrimônio é preciso evitar o consumo desnecessário, a fim de que você possa economizar e poupar e então poder negociar da melhor maneira o que deseja comprar.

Pedir descontos, negociar preços e condições, ler, entender e assinar um contrato são premissas básicas para se fechar um negócio com sucesso. Poupar e investir também fazem parte quando você decide se planejar financeiramente e realizar o seu objetivo. É necessário foco, compromisso, disciplina e como já foi dito, mudança de hábitos. Significa respeitar o dinheiro ganho através do seu trabalho.

Planejamento financeiro resulta em capacidade de poupar

Pesquisar preços e economizar dentro de um contexto de planejamento financeiro resulta em capacidade de poupar. Somente desta forma, o ato de economizar, poupar e investir irá gerar não só melhora na sua qualidade de vida, mas também permitir a formação de patrimônio. É possível estabelecer um foco mensal de poupança, o que impede que você gaste aquilo que economizou com coisas desnecessárias. Com essa meta mensal, da mesma forma como aprendeu a pesquisar preços e economizar, você acaba assimilando novos hábitos de consumo e começa a tomar decisões mais sábias para o uso do seu dinheiro.

Conceito de poupança e investimento

Efetivamente é através do investimento e aplicação do dinheiro economizado, que o esforço de abrir mão de consumir hoje em favor do objetivo a ser alcançado é recompensado. Estabeleça suas prioridades e objetivos, veja qual é a sua necessidade, se informe sobre todas as possibilidades de poder adquirir e formar um patrimônio e faça o melhor negócio.

Comprar à vista

Se você já tem seu objetivo definido e dinheiro guardado, pode optar por comprar um bem imóvel pagando à vista. Sem dúvida, esta é a melhor maneira de começar a formar seu patrimônio. O poder de negociação fica sensivelmente mais forte, pois é possível negociar o valor do bem e obter descontos. Especialmente se o vendedor está com urgência em vender, isso pode se refletir num bom desconto na hora da transação. Isso somado ao fato de ficar livre de futuras dívidas.

Comprar um imóvel é uma decisão importante e não pode ser feito de qualquer maneira. É essencial ter total conhecimento sobre o negócio como um todo, não só do valor necessário para a compra à vista, mas de outras despesas decorrentes dela.

Como comprar um imóvel?

Entretanto, não é todo mundo que pode pagar o valor total de um imóvel à vista. Para esses casos existem financiamento imobiliário ou consórcio de imóveis. A compra de um imóvel tem que ser planejada financeiramente, principalmente se for o primeiro imóvel, a primeira casa própria, por se tratar da realização de um grande sonho da família.

Quando é feito o pagamento à vista, está sendo colocado em cheque muito tempo de trabalho duro e poupança. Mais uma vantagem de quem compra um bem imóvel à vista, é que ao invés de pagar juros por longos anos de financiamento, na medida em que você vai economizando e aplicando seu dinheiro, são os juros que trabalham a seu favor.

Investir em imóvel em construção é uma boa opção?

Outra vantagem para quem possui dinheiro na mão é investir em imóveis em construção ou que necessitem de alguma reforma. Dessa maneira, além de poder negociar, há a chance de obter um desconto no valor de custo da obra.

Uma desvantagem relevante e há que se refletir, é que você precisa abrir mão de um grande valor de dinheiro de uma só vez. Contar sempre com uma reserva pessoal ou investimento é importante nas horas de emergência. Nem sempre vale a pena limpar uma poupança ou aplicação financeira para comprar um imóvel à vista. Se for o caso de ficar sem nenhuma reserva, é importante pensar bem antes de fazer o negócio.

Financiamento

O mercado brasileiro ainda possui juros muito altos e que pesam no orçamento de quem pretende adquirir um imóvel através de financiamento imobiliário. Sempre fica a dúvida entre juntar dinheiro para pagar o bem à vista, e ter a possibilidade de obter desconto ou optar por financiar. E quando se trata da compra de um imóvel, a ideia de pagar praticamente o dobro do valor do bem no caso do financiamento é claramente a maior desvantagem dessa opção.

Pagar o imóvel à vista é sempre melhor do que financiar

Logo, planejar-se para economizar e poupar a fim de pagar o imóvel à vista é sempre melhor do que financiar e pagar juros altos. Afinal, no primeiro caso, você recebe juros e paga bem menos pelo bem. Os imóveis ainda são caros para a maioria da população, pois são bens em constante valorização no mercado. São bens de valor alto, e poupar para comprá-los à vista pode levar anos.

Por isso, o melhor seria poupar para dar uma boa entrada e financiar o que faltar. E como já dito anteriormente, pelo fato dos juros do financiamento serem altos, o valor total da compra será de quase o dobro do preço do imóvel. Ainda há que se lembrar de que o prazo para o pagamento de um financiamento pode ser de até 35 anos.

O financiamento imobiliário também permite o uso do FGTS na compra do bem, desde que você e o imóvel se encaixem nas regras da CEF. Você pode usá-lo para integrar a entrada, pagar ou amortizar parcelas vincendas. Fora que, para se financiar um imóvel, é expressamente exigido pelo menos um avalista e oferecer no mínimo 20% do valor do imóvel como entrada, na maioria dos casos. O que torna mais complexa a formação de patrimônio.

Consórcio

No caso do consórcio, vale a seguinte reflexão: se você possuir uma poupança de 50% do valor do imóvel para comprá-lo à vista, você pode adquirir uma carta de crédito de um consórcio já contemplado, ou seja, com um número maior de mensalidades pagas e comprar o bem imediatamente.

Carta de credito contemplada vale como dinheiro?

Para quem está vendendo o imóvel, receber a carta contemplada é o mesmo que receber pagamento à vista em dinheiro. Ele recebe o valor total da venda dois dias após assinar a escritura. É simples e facilita muito a vida do comprador e do vendedor. A parte burocrática e todos os documentos necessários são os mesmos de uma compra à vista. A administradora do consórcio solicitará ao vendedor somente que comprove que o imóvel não possui nenhum empecilho para a venda.

Com o aluguel do imóvel você paga o consórcio!

Se você pretende começar a formar seu patrimônio, no caso do imóvel adquirido não ser para a sua própria moradia, você pode alugá-lo, por exemplo. Então o próprio aluguel do imóvel será suficiente para pagar as mensalidades restantes do consórcio. Desse modo é possível, em alguns anos, iniciando apenas com o dinheiro para um único imóvel, que você se torne o proprietário de uma série de imóveis de aluguel que virão a gerar uma boa renda todos os meses.

Se o aluguel do imóvel for usado para pagar as prestações que faltam, você só precisa ter 50% do valor do imóvel que deseja comprar e não o total para começar a alugá-lo e iniciar seu patrimônio. É muito mais fácil começar esse planejamento precisando apenas da metade do que seria necessário.

Utilize o consórcio para formar um patrimônio

Se você não tem todo o valor do imóvel para efetuar a compra à vista e levando em conta que a taxa de juros do financiamento é sempre alta, usar um consórcio contemplado pode ser uma excelente solução para comprar a primeira casa própria ou planejar seu patrimônio de forma estruturada e segura. O consórcio é melhor do que o financiamento é mais barato e não tem juros.

Compre uma cota já contemplada e pague a vista!

Comprar um consórcio é fácil e simples, e desde que pague as mensalidades em dia, o consorciado sempre poderá participar dos sorteios e lances. Se optar pela compra de uma carta de crédito contemplada, pode comprar o imóvel à vista, pagando as parcelas mensais já em posse do bem. Ou seja, não há qualquer burocracia nessa modalidade de negócio.

Frisando que, quem tem uma carta de crédito em mãos tem o mesmo poder de compra se tivesse o dinheiro total para o pagamento do imóvel, uma vez que a carta de crédito é um documento legal e tem total liquidez no mercado. Assim, o comprador pode negociar descontos, o que torna a transação ainda mais interessante.

O consórcio permite financiar até 100% do valor do imóvel

Vale destacar que o consórcio permite financiar até 100% do valor do imóvel, o que não acontece com o financiamento. As administradoras de consórcio são fiscalizadas pelo Banco Central e precisam de autorização para as transações, ou seja: tudo é regulamentado e fiscalizado.

O saldo do FGTS pode ser utilizado para oferecer lances ou complementar o valor da carta de crédito contemplada, caso o imóvel seja de valor maior, quitar as parcelas vincendas ou para oferecer lances nas assembleias. Desde que sejam cumpridas algumas exigências da CEF, como por exemplo, ser contribuinte há pelo menos três anos e usar o fundo apenas para a compra de imóvel residencial.

O consórcio é sem duvida a melhor opção de compra!

O consórcio ou a compra de uma carta de crédito contemplada são, sem dúvida, a melhor maneira de planejar e adquirir a sua primeira casa própria ou, caso você já a tenha, começar a construção do seu patrimônio de maneira estruturada, segura e sólida.

A ConsorcioCred é uma empresa especializada na venda de consórcios e de cotas contempladas. Realize o seu sonho ou projeto agora mesmo! Entre em contato conosco e feche o melhor negócio! É fácil, rápido e sem complicação!

Share this: