O que se recebe no final de um Consórcio? Posso receber em dinheiro?

Por Paulo Amaro Da S. M. Santos15/04/2024 às 19:48
Atualizado em 15/04/2024 às 19:48
O que se recebe no final de um Consórcio?

O que acontece com o encerramento do grupo do seu consórcio? O que se recebe no final do consórcio ou no final do grupo? Essa é uma das perguntas mais comuns dos clientes.

Fazendo um consórcio de carro eu vou na concessionária pegar o meu carro, eu vou ganhar algum tipo de documento para fazer aquela aquisição, como é que isso funciona? É isso que vamos explicar nesse artigo então leia até o final para entender um pouquinho mais de como funciona o que acontece no encerramento do grupo.

O que recebo no final do consórcio?

Após a contemplação da cota você tem direito aquele crédito contratado e o que você pode fazer com crédito é adquirir o bem dentro das possibilidades de utilização, ou seja, de faturar o bem.

Eventualmente se você não quiser fazer isso é possível converter o crédito em espécie e receber o dinheiro efetivamente na sua conta.

Receber o consórcio em dinheiro

Quando o consórcio chega ao fim, é possível optar por receber o valor em dinheiro em vez do bem? Muitas pessoas têm dúvidas sobre o encerramento do grupo do consórcio e o que recebem no final.

Geralmente, as pessoas ingressam em um consórcio com o objetivo de serem contempladas o mais rápido possível. No entanto, é comum que ao longo do tempo as circunstâncias mudem, surgindo a necessidade de resgatar os fundos do consórcio diretamente em sua conta corrente. Isso ocorre quando o bem a ser adquirido já não atende mais às suas necessidades.

É viável resgatar o crédito do consórcio em dinheiro, contudo, é crucial observar todas as normas do Banco Central relacionadas a esse procedimento.

Segundo a Circular 3432 do Bacen, o contemplado tem o direito de receber o valor em dinheiro correspondente à sua carta de crédito, desde que tenha quitado integralmente o saldo devedor de sua conta.

Além disso, esse resgate só pode ocorrer após um período de 180 dias a partir da contemplação, ou seja, seis meses após ter sido contemplado. Uma vez cumpridos esses requisitos, o consorciado tem a opção e o direito de receber o valor em dinheiro.

O que exatamente você receberá?

Será o valor total que você desembolsou durante o período do consórcio? Todos os participantes de um mesmo grupo contribuem mensalmente com o pagamento das parcelas.

Essas parcelas incluem principalmente a taxa de administração, o fundo de reserva e o fundo comum. Ao final do período do consórcio, você receberá apenas o crédito disponível do fundo comum. Esse montante pode ser utilizado para adquirir um bem, como um imóvel ou um veículo, ou até mesmo solicitado em espécie.

Como faz para sacar o valor da carta de crédito em espécie?

Bem, isso varia de administradora para administradora. Mas vale destacar alguns pontos importantes para vocês entenderem melhor. Primeiro, quem pode solicitar o dinheiro? Só o titular da cota que já foi contemplado há mais de 180 dias e cumpriu todas as obrigações com o grupo e a administradora do consórcio. Se não, não pode.

O que é o fundo comum que vou receber?

Todos os participantes de um mesmo grupo contribuem mensalmente com pagamento das parcelas formando um capital comum como uma grande poupança. Esse Capital é chamado de fundo comum.

A cada mês um ou mais consorciados são contemplados por sorteio ou lance podendo utilizar uma parte desse fundo para comprar o bem ou contratar o serviço desejado.

A parcela do consórcio é composta pela taxa de administração que é a remuneração da administradora pela gestão do grupo de consórcio, pelo fundo de reserva e principalmente por ele, o fundo comum.

No final do grupo do consórcio você recebe o crédito disponível do fundo comum podendo utilizar tanto para faturar algum bem como imóvel ou veículo ou até mesmo solicitando esse crédito em espécie.

O que mais recebo?

Você receberá uma dessas taxas que é o fundo de reserva que é usado para poder cobrir alguma possível inadimplência do grupo e no encerramento esse valor é dividido entre todos os consorciados e devolvido após encerramento do grupo.

A administradora calcula quanto de recurso de fundo de reserva ela possui. No caso de existir saldo credor ele é dividido entre todos os participantes presentes no grupo de forma proporcional.

Quer receber mais informações sobre como vender seu consórcio?

Deixe seus dados e te enviamos!

Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM

As taxas administrativas são valores que você não recebe de volta porque esses valores vão direto para administradora.

No momento que você paga as parcelas de uma cota de consórcio está pagando também as taxas que vão além do fundo comum destinado à aquisição do seu bem por dentro da carta de crédito uma dessas taxas que são diluídas ao longo prazo de pagamento

O que é o fundo de reserva?

O consórcio é uma espécie de auto financiamento coletivo, logo, para que a saúde financeira desse sistema funcione é preciso que todos colaborem para o fundo comum do grupo.

Mesmo assim os grupos estão sempre vulneráveis as situações adversas de algum dos seus membros ou consorciados. Para combater esse problema vem a finalidade do fundo de reserva que é justamente garantir o funcionamento regular do grupo em casos de inadimplência fazendo com que os cotistas que vem cumprindo mensalmente suas obrigações não sejam prejudicados.

Quem pode receber esses valores?

A cobrança do fundo de reserva é feita dividindo o valor total pelo número de parcelas do plano assim como a taxa de administrativa. Mas diferente da taxa administrativa os valores de fundo de reserva são devolvidos a todos os membros regularizados no grupo de maneira proporcional.

É papel da administradora avisar os seus consorciados informando ao cliente se existe algum saldo disponível para ele receber. O problema é que na prática o que acontece é que a maioria das administradoras de forma desastrosa ou às vezes por má gestão acaba não avisando os consorciados.

Nesses casos é importante o cliente procurar administradora para reaver seu fundo de reserva que é um direito seu.

Depois de contemplado já posso usar o crédito?

Depois que o consorciado é contemplado ou que seu grupo termina será preciso que ele analise se terá seu crédito aprovado na administradora para poder faturar seu bem.

Se quiser o crédito em espécie, será preciso que ele quite a cota. Muitas pessoas ou por não terem capital para quitar cota ou por terem seus créditos recusados pela administradora acabam não recebendo nada no final do consórcio, ficando com suas cartas paradas, sem uso.

Uma possibilidade é tentar realizar a venda de seu consórcio para alguma empresa disposta a te pagar algum valor à vista e de imediato. No caso de cotas contempladas é possível até mesmo ter lucro na venda em alguns casos!

Hoje somos a melhor empresa avaliada do segmento de consórcio onde em mais de 1000 negociações realizadas nunca tivemos nenhuma reclamação no Reclame Aqui e conseguimos a melhor nota no Google meu negócio no segmento com item 100% de aprovação Lembrando que compramos cotas contempladas e não contempladas.

solicitar cotação


Postagens relacionadas