ACESSAR MARKETPLACE

Valores a receber: O que é o dinheiro esquecido no BC?

5/11/2022 Paulo Amaro Da S. M. Santos

Será que você tem algum valor perdido, esquecido, em algum banco, alguma financeira, cooperativa de crédito ou em algum consórcio que você tenha participado? É bem possível que você tenha. Segundo o Banco Central do Brasil, existem 8 bilhões de reais perdidos, esquecidos, nas instituições financeiras do País.

Em 2021 publicamos um conteúdo denunciando que quase R$ 2,4 bilhões foram “esquecidos” pelos brasileiros somente no sistema de consórcios naquele ano, e com a cobrança da taxa de permanência, 34% desse dinheiro, que é dos consorciados, foi parar na mão das Administradoras.

O bom é que agora existe uma forma super simples e prática para consultar se você tem algum valor a receber, e se for o caso solicitar a devolução desse dinheiro diretamente na sua conta corrente.

Isso é possível graças ao SVR, o Sistema Valores a Receber do Banco Central, que entrou no ar em março de 2022. Nesse sistema você vai poder consultar se você tem direito a receber algum valor relativo, por exemplo, a alguma cota de consórcio que estava parada a muito tempo e tenha sido deixado um dinheiro lá após o encerramento do grupo, ou rateios do fundo de reserva que foram deixados para trás. Esses valores são seus e por algum motivo ficaram perdidos sem que você soubesse.

Nesse artigo vamos te explicar tudo o que você precisa saber, passo a passo, sobre esse novo sistema do Banco Central do Brasil, como o processo de consulta e devolução desse dinheiro para a sua conta.

O que é o Sistema Valores a Receber

O SVR é um sistema do Banco Central que serve única e exclusivamente para você consultar se você tem direito a algum valor esquecido em alguma instituição financeira, e se você tiver, para que você possa receber esse valor de volta.

Como consultar se eu tenho ou não algo a receber?

Aqui vamos detalhar o passo a passo de como acessar e usar o sistema Valores a Receber do Banco Central.

1º passo

Para fazer a consulta basta começar entrando no site oficial do sistema, Esse site é o único site oficial para se fazer essa consulta. Qualquer outro que não seja o do link é golpe, então tome cuidado e só entre no site oficial do Banco Central do Brasil.

2º passo

Colocar o seu CPF e data de nascimento. Se você quiser consultar valores de uma empresa é só colocar o CNPJ e a data de abertura.

3º passo

Você será informado então se tem ou não algum valor a receber. Em caso positivo, terá que voltar ao sistema na data indicada e fazer login com a sua conta.

4º passo

Quando você voltar nessa data indicada, você vai ver o valor para receber lá e vai indicar uma conta bancária sua para que esses valores sejam depositados. O ideal é que você indique sua chave PIX, pois aí mais nada precisará ser feito para que o dinheiro seja depositado naquela chave PIX que você indicou.

Se você não tiver PIX será preciso colocar os dados da conta e do banco que você escolher, essa instituição irá entrar em contato com você para fazer o deposito. Mas cuidado para não passar nenhum dado pessoal nesse contato, pois pode ser golpe.

E se eu perder a data indicada?

Se você não voltar na data indicada, os valores a receber não serão perdidos, basta que você faça uma nova consulta, refazendo o processo.

Primeira fase do Sistema SVR

A primeira etapa do sistema começou em fevereiro de 2022 e acabou em abril do mesmo ano. Nessa fase, foi possível checar se existem recursos seus em contas corrente ou poupança encerradas com saldo disponível, valores de tarifas cobradas indevidamente, parcelas ou obrigações relativas a operações de crédito cobradas indevidamente, cotas de capital e rateio de sobras líquidas de beneficiários de cooperativas de crédito ou recursos não procurados de grupos de consórcio encerrados.

Segunda fase do Sistema SVR

A nova rodada de consultas ao chamado "dinheiro esquecido" em bancos ainda não tem data para começar. O BC adiou a nova fase do SVR, antes prevista para 2 de maio.

O BC diz que vai divulgar em breve a nova data de reabertura para clientes consultarem se têm dinheiro "esquecido" e também para sacar os valores.

Nessa etapa, devem ser reunidas mais sete origens desse dinheiro esquecido. São eles:

  1. Tarifas cobradas indevidamente, não previstas em Termos de Compromisso assinados pelo banco com o BC;
  2. Parcelas ou obrigações relativas a operações de crédito cobradas indevidamente, não previstas em Termos de Compromisso assinados pelo banco com o BC;
  3. Contas de pagamento pré-paga e pós-paga encerradas com saldo disponível;
  4. Contas de registro mantidas por sociedades corretoras de títulos e valores mobiliários e por sociedades distribuidoras de títulos e valores mobiliários para registro de operações de clientes encerradas com saldo disponível;
  5. Entidades em liquidação extrajudicial;
  6. Fundo Garantidor de Crédito;
  7. Fundo Garantidor do Cooperativismo de Crédito.

Segundo o BC, na primeira fase o sistema abrangeu apenas 4 bilhões dos 8 a serem devolvidos. Ou seja, ainda faltam mais R$4 bilhões a serem devolvidos.

Recursos não procurados no consórcio

Uma das origens desse dinheiro esquecido são os recursos não procurados no consórcio. Caso você tenha desistido de continuar com seu consórcio, antes de fazer o cancelamento, procura a ConsorcioCred, nós compramos sua cota.

A ConsorcioCred é especializada na compra de consórcios cancelados, contemplados e não contemplados, comprando até mesmo cotas com parcelas em atraso.

Vendendo seu consórcio para a ConsorcioCred, você pode reaver parte do valor que investiu à vista e de forma extremamente segura. Assim, não correrá risco de ficar com seu dinheiro lá oparado por anos depois que o grupo acabar.

A ConsorcioCred é a empresa melhor avaliada do segmento no Google meu negócio e no Reclame Aqui. Com mais de 19 anos de história, já negociamos mais de mil consórcios. Para vender sua cota, basta clicar em vender consórcio em preencher o formulário.

Quer receber mais informações sobre Consórcio Contemplado

Deixe seus dados e te enviamos!

Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM

Compartilhe por:
Últimos posts do blog

ConsorcioCred.com - Creci 119790 -
CNPJ: 05.099.104/0001-19

Rua São Bento 470 - SALA 410 - Centro - São Paulo - SP - CEP 01010-001

Ver no Google MapsPolítica de Privacidade